Dicas

Tire aqui suas dúvidas sobre clareamento dental!

Quando as pessoas procuram por serviços de odontologia estética, há um assunto que nunca sai de pauta: as dúvidas sobre clareamento dental. Afinal, ter um sorriso mais branco e mais bonito é algo desejado por muita gente, pois os dentes são como um cartão de visita, algo que passa a sensação de capricho e de limpeza.

Nos consultórios odontológicos, esse tipo de procedimento está sempre em alta. Por isso, reunimos as principais dúvidas apresentadas pelos pacientes e esclarecemos todas elas para você. Ficou interessado e quer saber mais? Então siga a leitura e confira tudo agora mesmo!

O que é o clareamento dental?

Com o passar dos anos, é natural que nossos dentes fiquem mais escuros, em um tom mais amarelado. Isso ocorre devido ao consumo de alguns alimentos como café, alguns tipos de frutas, molho de tomate, refrigerantes, entre outros, que acumulam pigmentos no esmalte dos dentes. Além disso, o próprio desgaste dos dentes pode torná-los mais porosos e propícios a adquirir uma nova coloração.

Dentro desse contexto, o clareamento dental é uma técnica desenvolvida pelos dentistas para remover manchas e deixar os dentes até sete tonalidades mais claros, devolvendo a cor natural e a jovialidade aos sorrisos dos pacientes.

No mercado, existem duas possibilidades de tratamentos odontológicos para clarear os dentes: o clareamento dental caseiro e o clareamento dental a laser.

Como é feito o clareamento dental caseiro?

Esse tipo de clareamento dental, principalmente por ter um valor mais acessível, é um dos mais procurados. No entanto, além de ser bem mais demorado, ele não é tão eficaz quanto o clareamento a laser.

Para realizar um clareamento dental caseiro, o paciente deve procurar um odontólogo. Este fará uma moldeira que sirva exatamente ao formato dos seus dentes. Confeccionados em silicone, os moldes são totalmente confortáveis, flexíveis e sem gosto.

Após a moldeira estar pronta, o dentista receita um gel clareador à base de peróxido de carbamida, que pode ser comprado em qualquer farmácia desde que a receita médica seja apresentada.

Seguindo à risca as orientações do profissional, o paciente deve usar a moldeira, coberta pelo gel, por algumas horas do dia — geralmente, é indicado que seja à noite, enquanto dorme. O objetivo é fazer o gel com propriedade branqueadora agir nos dentes, tornando-os mais claros.

Vale ressaltar que o acompanhamento profissional durante o tratamento caseiro é de extrema importância, na medida em que o dentista deve seguir a evolução conquistada durante o processo.

E o clareamento a laser? Como é realizado?

Ao contrário do tratamento caseiro, o clareamento a laser só pode ser realizado em consultório por um dentista especializado na técnica. Nele, utilizam-se as mesmas substâncias do clareamento feito com moldeira, porém com uma concentração muito maior.

Como a dosagem do gel utilizado para branquear os dentes no tratamento a laser é muito forte, usualmente os dentistas aplicam um protetor gengival, de modo que a gengiva e as mucosas não sejam machucadas durante o procedimento.

Na sequência, o gel é aplicado nos dentes e o dentista submete-os a um laser de baixa intensidade, com o objetivo de ativar as propriedades clareadoras do gel, resultando em dentes mais brancos e brilhantes.

A duração do tratamento varia de uma pessoa para outra, pois cada caso é um caso. No entanto, a média de sessões que devem ser realizadas são três, normalmente com uma hora de duração cada uma.

É possível fazer os dois tipos de clareamento ao mesmo tempo?

Sim, é possível combinar o tratamento caseiro com o tratamento a laser. No entanto, isso só pode ser feito com a orientação do dentista e em casos específicos, como quando os dentes são muito amarelos ou resistentes demais ao gel.

O clareamento associado é mais rápido e eficiente, mas deve seguir o acompanhamento do profissional, pois se o gel for utilizado em exagero, em vez de gerar o resultado esperado, pode causar danos aos dentes.

O clareamento dental deixa os dentes mais sensíveis?

Sim, o clareamento dental pode deixar os dentes mais sensíveis, principalmente o caseiro, pois o paciente pode aplicar uma quantidade muito grande de gel. É por esse motivo que o procedimento deve ter o acompanhamento de um dentista.

Seguindo à risca as orientações do profissional, não haverá problemas com sensibilidade, uma vez que, no caso de o paciente perceber incômodos ao mastigar alimentos, por exemplo, o dentista poderá fazer ajustes na dosagem do gel ou reduzir a quantidade de laser aplicado nas próximas sessões.

É verdade que o clareamento dental pode deixar os dentes com um aspecto artificial?

Essa é uma grande mentira que circula entre o senso comum. Na verdade, é impossível que os dentes fiquem superbrancos ou com um aspecto artificial, como se fosse em um anúncio de creme dental.

Isso não acontece por um único motivo: o clareamento não “pinta” os dentes com uma nova cor, apenas restaura a coloração natural desgastada com o passar dos anos.

Os dentes ficam mais fracos?

Mais uma mentira! Você pode fazer o clareamento dental, tanto o caseiro como o a laser, sem nenhuma preocupação. O gel utilizado para clareamento dos dentes age somente no esmalte, não causando nenhum prejuízo à estrutura dos dentes.

O clareamento dental também clareia as restaurações e as próteses?

Não, o clareamento dental não age em superfícies artificiais, como restaurações e próteses dentárias. Por isso, quando o paciente que as possui deseja fazer um clareamento dental, para que a coloração não fique com uma tonalidade diferente da dos dentes naturais, deve-se também fazer a substituição das peças artificiais.

O clareamento dental pode causar câncer?

Esse boato circulou na imprensa por um determinado período, mas já foi provado cientificamente que nem o gel clareador e nem o laser utilizados nos procedimentos odontológicos têm propriedades que propiciem o surgimento de células cancerígenas.

Então, você pode fazer o seu clareamento sem nenhum medo, pois a única coisa que acontecerá são os seus dentes ficarem muito mais bonitos.

Conseguimos esclarecer as dúvidas sobre clareamento dental que você tinha? Que tal agora descobrir qual é o tipo de procedimento ideal para você? Boa leitura!

Sobre o autor

Terceira Dentição

Deixar comentário.

Share This