Dicas

Odontofobia: como enfrentar o medo de dentista?

Já mostramos aqui no blog o quanto é importante ter um sorriso bonito. No entanto, para algumas pessoas, alcançar esse padrão de beleza é uma tarefa bastante complicada. A Odontofobia ou medo de dentista é um dos principais motivos pelos quais os pacientes abandonam uma consulta. 

Quem sofre com esse problema tem excesso de ansiedade, náuseas e até aumento da frequência respiratória. Sem exageros, o cenário é semelhante a um personagem desesperado em um filme de terror. 

O lado positivo é que, assim como grande parte das histórias de cinema, essa também tem um final feliz. Porém, é necessário seguir algumas recomendações para dominar o vilão. 

Continue a leitura e vença esse desafio. 

Conheça a origem da odontofobia 

Você já parou para pensar por que tem medo de dentista?  Muitas pessoas têm medo de dentista apenas porque cresceram ouvindo seus pais falarem que não gostavam de ir ao consultório e isto as marcou desde a infância.Outras pessoas dizem ter medo de dentista porque passaram por uma experiência negativa no consultório durante algum procedimento ou o barulho do motorzinho são as principais causas da sua fobia. 

Uma das formas de combater a odontofobia é identificar os motivos desse problema. Talvez, uma simples conversa com um profissional de confiança pode ajudá-lo a descobrir a resposta que tanto procura. 

Aceite o seu medo 

Precisamos ser sinceros: a Odontofobia não é resolvida da noite para o dia. Quem adia ou simplesmente deixa o problema de lado poderá ter graves consequências no futuro. Então, o ideal é prometer para si mesmo que vai superar esse obstáculo. Todavia, em casos mais complicados, é necessário a ajuda de um psicólogo para lidar com o medo. 

Ir ao dentista regularmente ajuda a manter a saúde dos seus dentes em dia. Nos consultórios, há procedimentos e aparelhos avançados que trazem bastante conforto para os pacientes. O clareamento a laser, por exemplo, é simples, rápido e com medicação adequada minimiza a sensibilidade.

Escolha um dentista de confiança 

É impressionante a quantidade de consultórios odontológicos aqui no Rio de Janeiro, especialmente em Niterói. Porém, antes de marcar uma consulta com um profissional especializado, peça indicações de parentes e amigos para escolher o seu dentista. 

A confiança entre profissional e o paciente é essencial para controlar o seu medo. Na primeira consulta, reserve um período para conversas. Fale sobre os seus receios e insegurança. Dessa forma, o tratamento será mais tranquilo e diferenciado. 

Relaxe!

Após conversar com o dentista, relaxe. Sente-se na cadeira e foque nos benefícios que o tratamento proporcionará para a sua vida. Uma dica bastante interessante é colocar uma música e o seu fone de ouvido. Opte pelo ritmo de sua preferência e curta o momento. 

Peça ajuda 

Se sentir-se nervoso ou tenso antes de qualquer procedimento, o dentista pode prescrever um agente sedativo, para fazer com que você relaxe durante o tratamento.  O dentista e seus auxiliares farão todos os esforços para tornar sua consulta uma experiência tranqüila e agradável.

​Para não sofrer com a odontofobia, siga as recomendações médicas. 

Após descobrir um pouco mais sobre odontofobia, surgiu alguma dúvida? Então, aproveite a oportunidade e compartilhe no comentário abaixo. 

Sobre o autor

Terceira Dentição

Deixar comentário.

Share This